.

BRASIL FICA MELHOR APÓS O LAVA- JATO


Vinte mil vagas de emprego com carteiras assinadas foram oferecidas no Brasil no mês de abril, um recorde que merece ser festejado, porque reflete o grau de atividades, produção, vendas, esperança de fim da recessão que vem castigando o País. Temos motivos para acreditar que depois deste período sofrido que estamos passando, surgirá um novo Brasil, país muito melhor, porque liberto de alguns dos maiores sofrimentos da temporada.

Um fator determinante do fim dos desajustes nacionais foi o chamado lava-jato, que desnudou de umas forma imprevisível as falcatruas disseminadas na vida econômica e governamental do País. Essa operação forneceu à população brasileira muito mais do que o valor monetário dos descaminhos flagrados. Vale muito mais o aspecto educativo do episódio.

O lava-jato viabilizou o que restou das empresas e da estrutura pública e inaugurou um novo País. O volume do desemprego é um indicador relevante do caos. A abertura das novas vagas configuram um novo País e importam mais do que as demais consequências negativas do ciclo que estamos encerrando.

A população brasileira ganhou uma herança ética do Juiz Sergio Moro, que enfrentou, como é possível avaliar, alguns perigos mortais em sua surpreendente atuação.

Surge agora um novo Brasil, com uma estrada de mais coragem para transformar suas condições naturais e esperanças. É dono de um território rico (até petróleo foi encontrado) e humanos, sem conflitos internos relevantes, população que acaba de acrescentar à sua carga de experiências mais esse período vivido.

É preciso rever algumas novas prioridades. Educação se torna muito mais do que a tarefa de um os ministérios. Precisa ser a Causa Nacional. Isto significa que não pertence mais somente a professores e alunos. O País que temos a construir, sobre os escombros da lava-jato precisa de muito mais construtores. Paralelamente ao aprendizado de algum aspecto técnico é indispensável ensinar mais cidadania e inserção nas idéias do mundo e do futuro.

CAW





Publicidades






 
                                                           
|
|
|
|
|